quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Se as estrelas...

... fossem minhas...
... Se os pássaros fossem meus...
... Se o mundo fosse meu...

Eu dir-te-ia o que faria com eles...
E, sim...
Entregar-tos-ia...
E seriam... Teus...

:)




Obrigada por... Tudo... :)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Make Love...

... Your goal...




Love is danger
love is pleasure
Love is pure
the only treasure




Ando há... meses (?) com esta música no carro, entre outras que associo a Ti...
Já estava para ta ter dedicado antes...
Dedico-Ta hoje... Antes de me encostar a Ti e adormecer...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Já...

... viste a Lua, hoje?...

Está...

Magnífica......

:)




When I passed you in the doorway
You took me with a glance
Should have took that last bus home
But I asked you for a dance

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Ironiazinha...

Alguns de vós já sabem que, volta e meia, tenho picardias com cadeias de supermercados e me questiono como consumidora de tais sítios.

Também sabem que sou curiosa e gosto de partilhar certas informações que considero úteis, ou pelo menos, que considero merecerem que se perca um pouco de tempo a pensar nelas...

Hoje, trago-vos uma breve análise e constatação de algo com que me deparei aqui há uns dias.

Sabem o anúncio do hipermercado Continente, acerca dos produtos frescos acabadinhos de chegar?...

Não consegui o anúncio, mas aqui está o making of e o dito cujo, no fim.



Além de ser um anúncio (ok, ok, não se deve acreditar em tudo o que se vê, sei disso tão bem como qualquer de vocês) e NÃO SER VERDADE que lavam as cabras com sabão que faz bolhinhas, nem têm as galinhas tão bem acomodadas (se um dia vos contar a sensação de entrar num aviário para produção de ovos, creio que passam a comer ovos de galinhas criadas ao ar livre, e não de galinhas criadas em gaiolas), entre outras jogadas de marketing, espantou-me a utilização do menino como pastor, que se vê a levar os animais e a pôr um queijo na prateleira.

E espantou-me porquê?

Porque o Grupo Sonae exige, aos seus agricultores do Clube de Produtores, um comprovativo da não utilização de mão-de-obra infantil nos trabalhos agrícolas...

Ou seja, mesmo os garotos mais desfavorecidos que queiram ganhar umas lecas nas férias de Verão, nas colheitas da fruta ou dos legumes, por exemplo, estão proibidos de o fazer... Não são autorizados... É preferível andarem na vadiagem ou na roubalheira do que arranjarem dinheirito para eles e bons hábitos de trabalho...
[Isto para não falar que o trabalho infantil agrícola é abuso, mas o trabalho infantil em televisão/cinema é o que a criança precisa para ser feliz... Tretas...]

Ou seja...
"Faz o que eu digo, não faças o que eu faço.", parece-me ser a teoria em vigor...